Programa Minha Casa Minha Vida 2020: Veja como se Inscrever e as Novas Regras

Se você tem interesse em participar do programa Minha Casa Minha Vida ou apenas têm vontade de saber mais sobre o programa, neste artigo vamos falar um pouco sobre esse projeto tão especial que ganhou o gosto popular e vem realizando sonhos.

Um programa que é uma parceria de instituições públicas e privadas e têm como intuito realizar o sonho da casa própria, muitas das vezes um sonho distante na vida das pessoas devido ao alto preço de um imóvel no mercado.

Para quem quer saber mais sobre o programa e ficar por dentro de informações importantes como taxas, como conseguir os documentos necessários, não pode perder esse artigo e ficar por dentro de tudo do Minha Casa Minha Vida.

Programa Minha casa Minha Vida 2020: Veja como se Inscrever e as Novas Regras

Como Funciona o Programa Minha Casa Minha Vida?

Lançado em 2009, pelo governo federal o programa tem como público alvo pessoas que não podem pagar um financiamento comum, nem tem condições de adquirir uma casa sozinha, basicamente ele garante às famílias carentes o acesso a imóveis através de prestações mais baixas.

O programa é uma parceria entre a caixa e o governo federal e veio para facilitar a aquisição de imóveis. A pessoa que tem direito deve procurar uma agência da Caixa para se inscrever, o processo pode ser feito também pelo site, mas abaixo vamos falar melhor sobre quem pode ter acesso ao programa.

Cada região tem as suas regras e um limite de financiamento, que varia de acordo com algumas características como: números de pessoas que dependem do projeto, condições financeiras do município número de habitantes, dentre outras variantes.

O que é preciso para participar do Programa?

É preciso estar dentre as faixas mais abaixo descritas, a intenção é atingir as pessoas de baixa renda, mas com as novas regras se a renda familiar for de até sete mil reais, dependendo do caso, a família tem direito.

É preciso que a pessoa demonstre interesse e vá até uma agência conveniada para fazer o requerimento do programa. É interessante levar alguns documentos como: comprovante de renda, carteira de trabalho e contracheque atualizado. O programa é muito procurado, por isso existe um sorteio para decidir quem vai ser contemplado.

Quais são as Faixas do Minha Casa Minha Vida?

Com as novas regras fica estabelecido a criação de 4 faixas e cada faixa possui suas características, elas se baseiam na renda familiar e através dessa renda que surgem os benefícios e apoios do projeto de acordo com cada caso. 

Faixa 1
Famílias com renda mensal até R$ 1.800,00 
Financiamento de até 120 meses
Com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, depende do poder aquisitivo da família.

 

Faixa 1,5
Famílias com renda mensal entre R$ 2.600,00
Imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano
Até 30 anos para pagar 
Subsídios de até 47,5 mil reais

 

Faixa 2
Famílias com renda de até R$ 4.000,00
Subsídios de até R$ 29.000,00
Até 30 anos para pagar

 

Faixa 3
Famílias com renda de até R$ 7.000,00
Taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado.
Até 30 anos para pagar

Quais São as Taxas de Juros do Minha Casa  

As faixas variam de acordo com cada caso e renda familiar, o fato do imóvel ser novo ou usado também interfere. Está para ser votada uma MP em outubro que vai fazer com que as classes mais baixas antes isentas de juros no financiamento da casa própria, agora paguem 4,25% de juros anuais.

Faixa 1,5 (Imóvel novo) Renda até R$ 2.600,00 5% de taxa de juros
Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 2.600,00 5,5% de taxa de juros
Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 3.000,00 6% de taxa de juros
Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 4.000,00 7% de taxa de juros
Faixa 3 (Novo ou usado) Renda até R$7.000,00 8,16% de taxa de juros

Simulador do Minha Casa Minha Vida

No mundo online é possível fazer tudo pela internet, um recurso interessante oferecido pela CAIXA totalmente online é o simulador minha casa minha vida, que permite que a pessoa tenha uma ideia de como seria o seu financiamento até para melhor se programar.

Através do simulador você insere os seus dados, escolhe o imóvel que deseja, como você deseja realizar a compra, e o programa te mostra como seria seu financiamento o que é muito interessante, pois te permite ter uma base das condições do financiamento.

Com ele você fica por dentro das taxas, porcentagens e juros e tem acesso as parcelas que vão ser pagas.

Com o simulador a pessoa consegue ter uma ideia bem próxima das parcelas que vai pagar durante o financiamento e o tempo de pagamento, ou seja, recurso interessante que deve ser usado antes de um pedido efetivo.

Quem pode conseguir o Minha Casa Minha Vida?

Um programa destinado somente a pessoas físicas, qualquer pessoa que esteja dentro das faixas já citadas acima e tenha interesse em participar do programa pode conseguir, desde que se dirija à unidade competente e faça o requerimento.

Depois basta esperar o sorteio e caso sorteado oferecer os dados necessários e começar a pagar as parcelas combinadas, observação é preciso ter maior de 18 anos.

Condições Especiais para Servidores Públicos?

Alguns servidores públicos têm desconto no programa, sendo que a entrada é de cerca de 10% do salário do servidor e as parcelas correspondem até 30% do salário, não podendo ser maior que esse valor, um ponto importante é que o servidor deve estar entre as faixas citadas acima. Documentos necessários:

RG, CPF;
Comprovantes de endereço;
E os documentos do cônjuge se for o caso;
Certidão negativa de imóvel.
Certidão de nascimento;
Comprovante de renda.

Novas Regras do Minha Casa Minha Vida?

A algum tempo a faixa 1 do projeto, inviabiliza o seu funcionamento devido a várias fraudes e inadimplência, para que o programa não acabe algumas medidas foram tomadas entre elas usar o cadastro único para ter certeza que a pessoa realmente está nessa faixa.

Existe um medo de que o projeto acabe, mas isso não vai acontecer, só algumas mudanças para melhor atender as pessoas, uma proposta é que a faixa 1 passe a pagar juros anuais de 4,25 % sendo que antes a faixa era isenta de juros. Outro ponto marcante são os vales com créditos para pessoas que ganham até R$1200,00.

O valor do vale poderá ser usado em reformas, compras de casa, somente municípios até 50 mil habitantes terão acesso.

Com intuito de reduzir custos a União está com um projeto em andamento que prevê a doação de terrenos para minimizar custos, haverá uma parceria com os municípios interessados. Para as faixas 1,5 a 2 do programa quando a renda familiar está entre R$ 1.800,00 a R$ 4.000,00 a previsão é que os novos investimentos e subsídios do FGTS devam cair pela metade.

Outra mudança é que o governo arcava com 10% projetos habitacionais das faixas 1,5 e 2 e o resto era pago com recurso do FGTS, agora o governo não paga mais nada e o FGTS que vai arcar com tudo.

Previsão de números de habitações para 2020

No ano de 2020  a expectativa era de uma redução de 50% do orçamento disponibilizado, para as faixas 1,5 a 2, os subsídios do FGTS reduziram de 900 milhões para 450 milhões e o total de recurso para faixa 1 seria de R$2,23 bilhões que permitiriam a execução de 233 mil habitações que já estavam em andamento.

Devido ao corona vírus e a crise que se instalou no país pode ocorrer desses números serem prejudicados, ainda não temos informações do andamento até agora do projeto.

Como se inscrever no Programa Minha Casa Minha Vida?

A pessoa que tem interesse no projeto não pode ter financiamento de imóvel em andamento no nome, nem possuir algum imóvel, não pode ter participado de programas de habitação oferecidos pelo governo, qualquer que seja.

Os trabalhadores autônomos devem apresentar guia do INSS, comprovando renda e os documentos pedidos a todos mais abaixo listados.

O cadastro pode ser feito na própria Caixa, em prefeituras dos municípios participantes, em órgãos de assistência social que possuem parceria com o programa. Como é realizado um sorteio é preciso esperar pelo resultado.

Um ponto importante é que de acordo com cada faixa o cadastro é feito em uma localidade para quem tem renda familiar até R$1800,00 deve se dirigir até a prefeitura, já para renda até R$7000,00 dirigir a Caixa ou entidade organizadora.

Documentos Necessários para a inscrição do Sorteio de Casas

A pessoa deve se dirigir a o local próprio para inscrição, já especificados acima portando documentos( a falta de qualquer um deles impede o cadastro) como:

Documento de identidade e CPF;
Certidão de Nascimento ou Casamento;
Comprovante de renda;
Declaração de imposto de Renda;
Extrato do seu FGTS atualizado
Ficha de cadastro habitacional

Nossa Opinião sobre o Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida é de muita importância para o nosso país principalmente quando começou, quando tinha como público alvo as pessoas carentes e dava a elas condições de realizar o sonho da casa própria inviável sem a ajuda do programa.

Hoje muita coisa mudou principalmente com a gestão do Bolsonaro, mas o programa ainda é viável, porém não mais exclusivo e dedicado às classes menores, as taxas ainda são interessantes e menores que as já existentes no mercado, então o programa compensa.

VEJA TAMBÉM

MAIS
ARTIGOS